Imprimir

SOBRE NÓS

Somos uma Entidade de Classe, que visa defender os direitos dos Profissionais Psicanalistas, bem como contribuir para a expansão e o desenvolvimento da Psicanálise no país.

Possuímos cadastro no Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais (UN-DESA), convênio com o American College of Psychosomatic Medicine e o reconhecimento internacional da American Diplomatic Mission of International Relations Intergovernmental Organization.

De acordo com o site JusBrasil, "Entende-se por entidade de classe, uma sociedade de empresas ou pessoas com forma e natureza jurídica próprias, de natureza civil, sem fins lucrativos e não sujeita a falência, constituída para prestar serviços aos seus associados."

No Brasil, os pré-requisitos para formação em Psicanálise dependem da Escola e/ou Sociedade que ministram estes cursos, isto é, sem uma determinação regulamentar e sem obrigatoriedades legais impostas pelos órgãos educacionais competentes, sendo considerados Cursos Livres.

O problema que se observa em nossa realidade atual, é um crescente interesse na Psicanálise por parte de grupos ideológicos, e a forma negativa como as formações vêm sendo oferecidas por estes, de modo que, algumas entidades visando unicamente interesses financeiros, passaram a ministrar cursos sem qualquer qualidade ou comprometimento com os fundamentos basilares de uma boa Formação Psicanalítica.

O bom Profissional Psicanalista é aquele que formeou-se com base no que ao longo dos anos convencionou-se chamar de "Tripé-Psicanalítico", que conheçe profundamente a teoria psicanalítica, que vivenciou suas próprias experiencias com a psicanálise e teve um estágio prático com um Supervisor Psicanalista. Só assim este profissional estará devidamente preparado para os desafios do trabalho Psicanalítico, consciente que o Psicanalista é um profissional que está em constante e eterno aprendizado, sendo sua formação continuada e aperfeiçoada por toda sua vida.

A Ordem Nacional dos Psicanalistas nasceu com a união de Profissionais Psicólogos e Psicanalistas, comprometidos com a qualidade dos serviços Psicanalíticos oferecidos à população Brasileira e visava inicialmente normatizar o trabalho de seus membros, primando pela boa formação e pela conduta ética ilibada, razão pela qual trabalhamos dia após dia.

A Ordem Nacional dos Psicanalistas é uma Associação Privada de Direito Civil que filia Profissionais Psicanalistas (formados ou em formação) e zela por seus direitos, além de servir de faról para aqueles profissionais que primam pela excelência e também para os cidadãos brasileiros que podem ter a ONP como referência na busca por profissionais de qualidade em suas regiões.

A Ordem Nacional dos Psicanalistas não promove cursos de formação em Psicanálise, mas realiza mini-cursos, palestras, seminários, congressos e oferece outros serviços que visam o aperfeiçoamento e atualização constante de seus membros.

O papel da Ordem Nacional dos Psicanalistas é zelar pela qualidade dos profissionais Psicanalistas que ingressam no Mercado de Trabalho, norteando a sociedade, que por sua vez, terá a mais segurança na hora de escolher um profissional para iniciar um acompanhamento psicanalítico, uma vez que apenas são aprovados como PSICANALISTAS, aqueles profissionais competentes, sérios e dignos do título que possuem, para isso submetemos todo egresso à um rígido processo seletivo.

A ONP não é um órgão fiscalizador, nem tampouco nos compete obrigar as escolas, cursos ou mesmo profissionais à se adequarem ao nosso padrão, todavia, como a adesão é voluntária, colocamo-nos sempre à disposição para orefecer apoio e orientação à todos aqueles (instituições ou profissionais) que desejarem aprimorar-se e desenvolver-se cada vez mais a fim de oferecer sempre um melhor serviço aos seus clientes.

A ONP limita-se à Associar Profissionais que atuem na área da Psicanálise, oferecendo-lhes aperfeiçoamento constante, defendendo-lhes seus direitos, dando-lhes notoriedade e reconhecimento, além de orientar-lhes à seguir nosso Código de Ética, que por sua vez, busca promover uma conduta profissional ilibada e irrepreensível, todavia, é mais do que certo que a ética é algo que transcende o papel, devendo ser prática cotidiana de todo ser humano, sobretudo os que lidam com vidas e almas, de modo que cada um deve ser inteiramente responsável pelos seus atos tanto na vida, como, e principalmente, no exercício da psicanálise como ofício.